Welcome to MedicalPress a Premium Medical Theme
Title Image

Blog

Home  /  Blog
  • As quedas são eventos extremamente comuns na população idosa. Estima-se que cerca de 35% dos idosos sofreram ao menos uma queda no último ano e essa prevalência aumenta com a idade. Após os 85 anos, mais de 50% dos idosos referem um ou mais episódios de queda no último ano.   Além de frequentes, são potencialmente graves, pois podem levar à ocorrência de fraturas, traumatismos cranianos, hemorragias cerebrais e ferimentos graves. Tais lesões podem levar o idoso a perder sua autonomia e funcionalidade.   Apesar de tão frequentes, as quedas são frequentemente negligenciadas. Isso

  • No vídeo de hoje, falaremos sobre uma das arritmias mais comuns nos adultos e idosos: A Fibrilação Atrial! Confira: * O que ocorre no coração com fibrilação atrial; * Quais os sintomas dessa arritmia; * Como fazer o diagnóstico; * Quais as complicações; * Como essa arritmia pode causar derrame; * Como prevenir.

  • A arritmia no idoso é uma condição comum.   É frequente que as pessoas falem em arritmias como se todas fossem a mesma coisa.   Arritmia é um termo amplo utilizado para definir as alterações da parte elétrica do coração, que fazem o coração bater de “forma errada”.   Falando de forma mais clara, arritmia é uma condição na qual há uma alteração dos batimentos cardíacos, ou seja, o coração está batendo errado.   Mas, há muitos tipos de arritmias, como bradicardias, taquicardias, bloqueios atrioventriculares etc.   Cada arritmia pode causar diferentes tipos de sintomas e exigem diferentes tratamentos.   No artigo

  • A dor crônica é uma condição muito frequente em toda a população. Uma série de patologias podem causar dor crônica: artrose, doenças autoimunes, distensão muscular, hérnia de disco etc.   Em geral, essas doenças causam dores em determinadas regiões do corpo; como a coluna no caso da hérnia de disco ou no joelho, no caso da artrose de joelho.   Mas e quando o paciente chega queixando que sente dores em todo o corpo? Será que existe uma doença que pode causar dores desde o dedo do pé até o fio de cabelo?   Sim! Essa

  • Seria a COVID-19 também ma doença neuropsiquiátrica? No início da pandemia pela COVID-19, acreditávamos que esta se tratava de uma doença primariamente pulmonar. Conforme a pandemia foi se alastrando e o conhecimento científico a respeito da doença crescendo, passamos a entender que se tratava de uma patologia muito mais complexa, que levava a um estado inflamatório generalizado, com uma série de complicações em diversos órgão do corpo. Nesse sentido, temos observado o número cada vez maior de pacientes com sintomas neurológicos e psiquiátricos; o que nos faz questionar se esta também se

  • Tem havido uma grande procura pelo teste sorológico da Covid-19 (exame que mede os níveis de anticorpos no sangue contra o coronavírus) por pessoas que receberam a vacina da Covid-19. Será que quem tomou a vacina precisa realizar a sorologia para saber se está protegido? Assista ao vídeo sobre a vacina da Covid-19: https://lorenandradegeriatra.com.br/vacina-contra-covid-19/ A resposta neste momento é: NÃO!! Vou te dar alguns motivos para você entender porque não está indicado realizar o teste sorológico após a vacinação: A resposta imunológica gerada pela vacina ou até mesmo pela doença é complexa e não